3 de dez de 2011


di maria marcelo real madrid gol sporting gijon (Foto: Agência EFE)O Real Madrid segue com sua rotina de vitórias. Mesmo fora de casa, a equipe do técnico José Mourinho derrotou sem dificuldade alguma o Sporting Gijón por 3 a 0 na abertura da 15ª rodada do Campeonato Espanhol e chegou ao seu 14º triunfo consecutivo (contando também jogos da Liga dos Campeões). Di María, Cristiano Ronaldo e Marcelo anotaram os gols.
O resultado manteve o Real, que teve o retorno de Kaká após mais de um mês longe dos gramados, na liderança isolada da competição com 37 pontos, três à frente do arquirrival Barcelona, adversário do próximo final de semana no Santiago Bernabéu e que tem um jogo a mais.
Real pressiona
A uma semana do superclássico contra o Barça, o Real Madrid entrou em campo no estádio El Molinón disposto a manter uma boa diferença de pontos para a equipe de Messi e companhia. Com Higuaín no comando do ataque ao lado de Cristiano Ronaldo e Di María (Kaká e Benzema começaram no banco de reservas), os merengues encurralaram o Sporting Gijón que, mesmo atuando diante de sua torcida, só tentava se defender.
No entanto, apesar do domínio, a primeira boa chance do Real saiu somente aos 17 em um chute para fora de Cristiano Ronaldo.
marcelo josé mourinho real madrid sporting gijon (Foto: Agência EFE)Di María faz gol sem ângulo
Aos 34, quando tinha mais que o dobro de posse de bola que o rival, o time de José Mourinho inaugurou o marcador. O argentino Di María aproveitou uma bobeada do lateral uruguaio Damián e, mesmo sem ângulo, colocou a bola no fundo das redes.
Atrás do placar, o Gijón saiu mais para o jogo e, aos 44, deu seu primeiro chute com perigo por intermédio de Gregory.
Na volta do intervalo, a partida seguiu como no fim do primeiro tempo: Real com o controle amplo do confronto, e o Gijón tentando, a muito custo, incomodar a meta de Casillas.
CR7 marca, e Kaká entra
E nessa toada, não demorou para o time da capital ampliar. Aos 17, Di María, em dia inspirado, deu passe perfeito para Cristiano Ronaldo que, de carrinho e na saída do goleiro Juan Pablo, fez 2 a 0 para o Real e chegou aos 17 no Campeonato Espanhol (artilheiro do torneio ao lado de Messi). A jogada também marcou a 11ª assistência do meia argentino, maior “garçom” da competição.
O detalhe é que o Gijón era um dos poucos times espanhóis que ainda não haviam sofrido gol de Cristiano Ronaldo. Na Primeira Divisão, o Bétis é o único que não foi vazado pelo gajo.
Com a vantagem mais larga e ainda aproveitando o fato do Gijón estar com um homem a menos (Eguren foi expulso aos 33), José Mourinho fez várias substituições, entre elas, promoveu a entrada de Kaká aos 35. O camisa 8 não jogava desde o dia 28 de outubro por conta de uma lesão na perna direita.
Nos acréscimos, o lateral-esquerdo brasileiro Marcelo, que só tinha aparecido para fazer um “dancinha” com Cristiano Ronaldo na comemoração do segundo gol, fechou o placar.
Informações do globoesporte.com

Tagged:

0 comentários:

Postar um comentário

Se você gostou deste artigo deixe um comentário!

Duvidas ou sugestões comentem aqui! =D
*Não insultar autor ou leitores da postagens
*Não pedir parceria por comentários
*Não publicar spam ou similar.