12 de dez de 2011


O meia Jorge Wagner, do Kashiwa Reysol, reconhece que Neymar e Ganso são as referências do Santos, a quem sua equipe irá enfrentar na semifinal do Mundial de Clubes, quarta-feira que vem, às 8h30m (horário de Brasília), em Toyota. No entanto, ele diz que o Peixe não se resume à dupla.
Jorge Wagner em jogo do Kashiwa Reysol (Foto: Divulgação/J League Photos)
Para o ex-jogador de São Paulo, Corinthians e Internacional, entre outros clubes brasileiros, o Kashiwa precisa tomar muito cuidado com os coadjuvantes alvinegros.
- Neymar e Ganso estão tendo uma visibilidade muito grande, mas o Santos não é só os dois. Tem o Borges, artilheiro do Campeonato Brasileiro (23 gols), o Arouca, que já vem jogando muito bem há tempos. É um time muito forte - afirmou o jogador, logo após a classificação de sua equipe para a semifinal. O time japonês despachou o Monterrey, do México, nos pênaltis, por 4 a 3. No tempo normal, 1 a 1.
Jorge, porém, afirma que sua equipe está preparada para jogar de igual para igual com o Peixe.
- Esse é o nosso objetivo. Muitos não consideravam a nossa vitória (sobre o Monterrey) e conseguimos, com esforço e batalha. É dessa forma que vamos para o confronto contra o Santos - completa.

Tagged: , ,

0 comentários:

Postar um comentário

Se você gostou deste artigo deixe um comentário!

Duvidas ou sugestões comentem aqui! =D
*Não insultar autor ou leitores da postagens
*Não pedir parceria por comentários
*Não publicar spam ou similar.